Belém

Belem_Lis0484_o

Belém

Este bairro recheado de monumentos é um lugar imperdível. Foi a partir daqui que muitos dos grandes exploradores portugueses embarcaram nas suas expedições marítimas na época dos de descobrimentos.

Durante esse período Lisboa floresceu e Portugal prosperou com riquezas trazidas desses longínquos territórios . E em Belém assistiu-se à construção de grandes monumentos como a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos. Hoje, esses monumentos e seus museus circundantes são visitas obrigatórias para qualquer visitante.

Como Chegar

 

Para chegar a Belém, apanhe o autocarro 728 para o oeste (direção Restelo), que segue a linha de costa e fornece um serviço expresso com algumas paragens.

As características de bairro:

Torre de Belém – Torre de Belém foi construída entre 1514 e 1519, para defender acesso ao mar, em Lisboa. É uma mistura de uma torre medieval e um baluarte defensivo da defesa naval de Lisboa. Além de sua função militar, é uma referência ao reinado de D. Manuel I (1469-1521) exibindo elementos característicos do estilo arquitetônico do manuelino, incluindo a primeira representação ocidental pedra de animais do primeiro indiano trazido para a Europa, um rinoceronte.

Mosteiro dos Jerónimos – Foi encomendado pelo rei D. Manuel I, pouco depois de Vasco da Gama tinha retornado de sua viagem à Índia, e foi principalmente financiado pelos lucros do comércio de especiarias. O Mosteiro é o epítome do estilo do manuelino, sua construção começou em 1501 e durou cerca de 100 anos. O Mosteiro sobreviveu ao terramoto de 1755, mas foi danificado pelas tropas invasoras francesas enviadas por Napoleão Bonaparte no início do século XIX. O Museu Marítimo está localizado na ala oeste do Mosteiro.

Padrão dos Descobrimentos – Este monumento foi encomendado pelo regime de António de Oliveira Salazar para a Exposição do Mundo Português (1940). Foi construído para comemorar os descobrimentos portugueses e seus heróis. É um vaso em forma de monumento, 56m de altura com uma estrutura revestida de pedra calcária concreto, em cujos lados surgem figuras dos grandes descobridores portugueses esculpido. Na proa da caravela-monumento, poderá encontrar a figura do Infante D. Henrique, segurando um navio em sua mão direita; na parte de trás, a rainha D. Filipa de Lencastre responsável por uma geração de príncipes marítimas.

Museu dos Coches – Não perca a maior coleção do mundo de carruagens e veículos reais. Com uma variedade de veículos do Estado e passeio de 16 a 19 séculos, em grande parte, da Casa Real de Portugal, para que os veículos de propriedade e privadas coleções da Igreja foram adicionados mais tarde, o Museu Nacional dos Coches apresenta uma excelente coleção que permite os visitantes a compreender a evolução técnica e artística do transporte tracção animal utilizados pelas cortes europeias até ao aparecimento de veículos automóveis.

Palácio da Ajuda – O Palácio Nacional da Ajuda é um esplêndido jóia neoclássica de Lisboa, localizado no distrito de Belém. Embora este palácio nunca foi concluída conforme o planejado devido ao exílio da família real no Brasil causada pela invasão francesa de Portugal, ainda é um dos mais perfeitos edifícios românticos da Europa. Hoje em dia o Palácio está aberto aos visitantes, reunindo importantes coleções do 15 ao século 20, principalmente de artes decorativas, e ainda é usado pelo Estado Português para cerimônias oficiais.

Casa dos Pasteis de Belém – Esta casa tradicional do delicioso Pastel de Nata, um pastel de nata que é polvilhado com canela. Este bolo doce acredita-se ter sido criado durante o século 18 por freiras católicas com base no Mosteiro dos Jerónimos, como forma de captação de recursos extras para a manutenção do mosteiro. Este café caótico e padaria, foi o primeiro a dominar a receita do convento e vendendo pastéis de nata para mais de 150 anos.

Share